Destaques

Você sabe o que é botulismo?

botulismo-principal-consulta-remedios

O botulismo é uma  doença bacteriana   rara e grave causada por toxinas da bactéria clostridium botulinum, que pode ser encontrada no solo e em água não tratada. Essa bactéria produz uma toxina que, mesmo se ingerida em pouquíssimas quantidades, pode causar envenenamento grave.De acordo com a Organização Mundial da Saúde(OMS), as toxinas do botulismo são algumas das substâncias mais letais.

Existem três tipos de botulismo. Botulismo infantil, Botulismo alimentar e Botulismo das feridas. Todos os tipos são fatais e consideradas emergências médicas. O Botulismo infantil, também conhecido como botulismo do lactante, costuma acometer crianças de aproximadamente dois a seis meses de idade. Neste caso, a bactéria causadora multiplica-se e libera  toxinas dentro do trato gastrointestinal do bebê e pode causar graves complicações à sua saúde.

No Botulismo alimentar a bactéria a bactéria produz a toxina em ambientes com pouco oxigênio, como comidas enlatadas.  Já no Botulismo por ferimento se a bactéria entrar em contato com a ferida,pode produzir infecção que produz toxina.

Os sintomas mais comuns:

No Botulismo alimentar os sintomas como dificuldade de falar e engolir, boca seca, fraqueza facial em ambos os lados da face, visão embasada, dificuldade para respirar, náuseas, vômitos e dores abdominais por exemplo,  começam de 12 a 36 horas depois da ingestão da toxina e podem durar de horas a dias dependendo da quantidade ingerida.

No caso do Botulismo por ferimento a maior parte das pessoas afetadas, usam drogas injetáveis diversas vezes por dia, portanto se torna difícil avaliar com certeza o tempo para que se apareça os sintomas e sinais. Entre os principais sintomas estão: A dificuldade de engolir ou falar, fraqueza facial

O Botulismo infantil está relacionado com alimentos como mel e os sintomas mais conhecidos são: Constipação,movimentos desajeitados, devido a fraqueza muscular, choro fraco, irritabilidade, cansaço, pálpebras caída e dificuldade em se alimentar.

Cientistas descobriram que a paralisia causada pela toxina botulínica pode ser útil em algumas situações. Essa toxina pode ser usada para diminuição de rugas faciais prevenindo a contração dos músculos ou para controlar condições médicas como espasmos das pálpebras. Os efeitos colaterais podem variar.

 

Complicações:

A toxina botulínica afeta o controle dos músculos e pode causar diversas complicações. O perigo imediato é a dificuldade para se respirar, sendo a forma mais comum de morte no botulismo, mas a fadiga e a dificuldade para engolir e falar também merecem atenção.

O tratamento varia de acordo com o tipo de botulismo. Em casos de botulismo alimentar, o médico pode tentar limpar o sistema digestivo induzindo ao vômito e dando medicamentos para incentivar os movimentos peristálticos. Se for botulismo por ferimento, o médico pode remover cirurgicamente o tecido infectado. O tratamento também inclui antitoxinas, antibióticos, respiração assistida e reabilitação.

 

Dicas do Observatório da Saúde para prevenir o Botulismo:

Alimentar:

  • Ferva a água utilizada.
  • Cozinhe certos alimentos na pressão.
  • Não coma alimentos enlatados mal guardados ou com cheiro ruim.
  • Armazene a comida em lugares arejados e sem luz solar direta.
  • Armazene óleos com alho ou ervas na geladeira.

Infantil:

  • Para reduzir o risco de botulismo infantil, evite dar mel, mesmo em doses pequenas para crianças com menos de um ano de idade.

Ferimento:

  • Para evitar o botulismo por ferida, nunca injete ou inale drogas.
  • Para mais informações procure o seu médico.

Fonte: Mayoclinic

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *