Observatório Itinerante

Visita ao Hospital da Mulher Heloneida Studart

IMG_20160309_091737768

 

Instituição: Hospital da Mulher Heloneida Studart

Onde: São João de Meriti – Baixada Fluminense

Diretor: Dr. Helton José Bastos Setta

Tipo de atendimento: Especializado de gestantes e bebês de médio e alto risco

Atendimentos/mês: Cerca de 3,2 mil consultas ambulatoriais, 500 partos e 40 mil exames laboratoriais e de imagem

Certificação: ISO 9001

Inaugurado em 2010, o Hospital da Mulher Heloneida Studart (HMHS) é o primeiro da rede estadual de saúde totalmente especializado no atendimento às gestantes e bebês de médio e alto riscos, e a principal unidade de referência para este tipo de atendimento na Baixada Fluminense. A área construída é de 13.000 m², com dois pavimentos assistenciais. Além disso, o hospital conta com leitos de UTI e UI Neonatal e uma equipe de profissionais especializados.

Em março de 2013, o Hospital da Mulher passou a ser gerido pela Organização Social de Saúde Hospital Maternidade Therezinha de Jesus (OSS HMTJ), por meio de contrato com a Secretária de Estado de Saúde do Rio de Janeiro.

Por se tratar de uma unidade especializada em casos de alta complexidade, o hospital foi pensado para atender mulheres que chegam por meio de regulação e são acolhidas no ambulatório, realizam todo o pré-natal e o parto na unidade.
Além dos atendimentos de pacientes reguladas, a unidade conta com o serviço SOS Mulher, que acolhe vítimas de violência a partir de 12 anos de idade.
A OSS HMTJ implementou Comitês e Comissões na unidade como de ética médica, de óbito e de revisão de prontuários. Esse trabalho visa apurar e aprimorar o atendimento e melhorar continuamente a assistência prestada à população. Como fruto desse trabalho, o Hospital da Mulher recebeu a Certificação Internacional 3M, categoria Diamante, do Programa de Certificação em Esterilização Hospitalar da instituição. Foi o primeiro do estado do Rio de Janeiro a receber tal certificação e o segundo em todo o Brasil.

O hospital adota a cultura do parto humanizado – conjunto de ações que visam atender as necessidades das gestantes, incluindo desde a presença de um acompanhante de sua confiança durante o parto até aspectos fisiológicos

Casa da Mãe
Outro diferencial é a Casa da Mãe, local onde a puérpera fica hospedada caso seu bebê precise permanecer internado para cuidados na UTI ou na UI. O espaço recebe mulheres que moram longe da unidade − mínimo de 50 km de distância – ou em lugares de difícil acesso e permite que essas mães fiquem próximas aos filhos que estão internados, garantindo, com isso, o contato e o aleitamento tão importantes na recuperação dos recém-nascidos.

Na manhã do dia 09 de março, dois dos responsáveis pelo Observatório da Saúde, Drs. Luiz Roberto Londres e Marcio Leal de Meirelles, visitaram o Hospital da Mulher Eleoneida Studart. Você pode conferir aqui algumas fotos da visita e ouvir, em nossa rádio, as respostas dos dirigentes da Instituição às perguntas da equipe Observatório da Saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *