Notícias

TDAH: entenda as causas desse transtorno e como tratar

shutterstock_363946421
Por Maylaine Nierg

Não é apenas uma simples dificuldade de concentração. De acordo com especialistas o TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) é um problema neurológico que pode desencadear inúmeros agravos a saúde e ao bem-estar. Geralmente, esse transtorno é identificado ainda na infância e tem a hiperatividade como uma de suas principais características. 

Pacientes com esse problema podem ter suas vidas alteradas de diversas formas, desde limitações para o aprendizado, passando por dificuldades nos relacionamentos e até transtornos alimentares.

Alterações cromossômicas

Um estudo mostrou que pessoas que sofrem com TDAH possuem uma alteração cromossômica, que na maioria dos acasos é herdada geneticamente. A descoberta envolveu pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e resultou de uma análise com 61 pacientes de 6 a 16 anos diagnosticados com o transtorno.

A anãise identificou que pacientes com TDAH possuem telômeros (estruturas cromossômicas) mais curtos do que o considerado normal para idade deles. A mesma pesquisa mostrou ainda que as mães dessas crianças apresentavam o mesmo problema.

Em entrevista ao portal Vida Plena, um dos autores do estudo, o neurologista Paulo Mattos, explica o que são os telômeros e o impacto da alteração dessas estruturas na vida do paciente.

“Os telômeros são como a ponta de uma caneta. Ficam nas extremidades dos cromossomos e servem para impedir que eles se deteriorem ou se fundam com outros cromossomos. Essas estruturas são como o relógio da nossa longevidade. Quanto menor essa capinha, menor será a expectativa de vida”, destaca o médico.

O estresse como agravante

Os pesquisadores destacaram ainda que fatores externos como estresse podem contribuir para o maior encurtamento dessas estruturas cromossômicas, o que acelera o envelhecimento celular. Por isso, é importante, que tanto crianças quanto adultos com TDAH tenham o acompanhamento terapêutico e neurológico.

Tratamento

Apesar das dificuldades causadas pelo TDAH, é possível que indivíduos com esse transtorno desfrutem de uma saudável. A chave para isso é o tratamento, que envolve uma equipe multidisciplinar, com psicólogos, fonoaudiólogos, psicomotricistas, otorrinolaringologistas, oftalmologistas, entre outros. Outro fator fundamental é o apoio de pais, educadores e demais pessoas que façam parte do convívio desses pacientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *