Notícias

SES alerta sobre a importância do uso da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa

56640157_290603695172101_4466175751959347200_o (1)

No mês em que se comemora o Dia Internacional do Idoso, a SES-RJ dá uma importante dica para o cuidado da pessoa na terceira idade: o uso da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa. Ela permite conhecer o histórico do paciente e ajuda o profissional de saúde a tomar a melhor decisão na hora do atendimento. A caderneta é fornecida a todos os brasileiros com 60 anos ou mais atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“Essa caderneta atua como um prontuário que fica com o idoso, tem o registro de todo o histórico dele. Ela permite o acompanhamento periódico do indivíduo e dos aspectos que possam interferir no seu bem-estar” – explica Jucema Gomes, apoiadora da área técnica de Saúde do Idoso (ATSI/SES)

Atualmente área técnica da SES faz um trabalho direcionado aos municípios para obter aderência e capacitar os gestores na utilização das Cadernetas.
“É fundamental conscientizar o idoso, a família e os profissionais sobre a importância do uso da caderneta. É importante que o idoso sempre tenha consigo esse documento”, ressalta Jucema.

A Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa é entregue nas unidades de saúde – Clínicas da Família, Centros Municipais de Saúde, Policlínicas. Seu preenchimento deve ocorrer na unidade de saúde ou durante a visita de saúde domiciliar. As informações devem ter como base os dados obtidos durante as consultas e relatos do idoso. Sua atualização deve ser anual e a cada cinco anos a Caderneta deverá ser substituída.

População idosa no Rio de Janeiro

O primeiro dia do mês de outubro é dedicado à celebração da pessoa idosa. Estabelecida pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 14 de dezembro de 1990, a data comemorativa foi adotada no Brasil em 2006.

O Rio de Janeiro está entre os estados mais populosos da Brasil, sendo o segundo estado brasileiro com maior quantidade de idosos. De acordo com o IBGE de 2010, na capital, a porcentagem de pessoas idosas é de 14,64% da população total do município, apontando para um número maior de 1 milhão de idosos.

O Brasil possui hoje cerca de 24 milhões de idosos. De acordo com o Sistema de Indicadores de Saúde e Acompanhamento de Políticas do Idoso, SISAP/MS, a estimativa é que até 2025 a população idosa chegue a 32 milhões, representando cerca de 15% da população brasileira, e tornando o Brasil a sexta nação mais envelhecida do mundo.

Fonte: Ascom SES-RJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *