Notícias

Saúde ocular é negligenciada por muitos brasileiros

shutterstock_189240164
Por Maylaine Nierg
Fotos: Bruna Lima
redacaoobservatorio@gmail.com

Grandes nomes da oftalmologia nacional e internacional se reúnem no Rio de Janeiro, entre os dias 04 e 07 de setembro, no maior congresso de oftalmologia da América Latina: o CBO 2019. A ideia é fomentar a atualização da especialidade, abordar as principais inovações dessa área nos últimos tempos e, consequentemente, promover saúde ocular.

Segundo os especialistas, no Brasil, há uma grande necessidade de fortalecer essa temática, uma vez que boa parte dos brasileiros não tomam os devidos cuidados com a saúde ocular. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo ibope, um terço da população nunca foi ao oftalmologista.

Nas classes D e E, essa porcentagem é ainda maior, chegando a 44%. Segundo especialistas, os exames de rotina são fundamentais para evitar problemas graves de visão.

No caso de patologias silenciosas como o glaucoma, por exemplo, muitos pacientes só descobrem a doença quando já está em estágio avançado e, consequentemente, há perda da capacidade visual.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, o acompanhamento da saúde ocular deve ocorrer desde a infância, começando pelo teste do olhinho, que é realizado ainda nos primeiros meses de vida. O início da fase escolar, que também é o momento em que ocorrem mudanças na estrutura dos olhos, também requer acompanhamento por meio de consultas oftalmológicas.

Dos 40 anos de idade em diante, o recomendado pelo CBO é que o exame para averiguação da saúde ocular seja realizado anualmente.

Ainda segundo o Conselho, outro aspecto importante para prevenir as doenças oculares é observar os fatores de risco, entre eles: histórico de patologias oculares na família e presenças de doenças como hipertensão de diabetes, que quando não controladas podem causar danos à visão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *