Notícias

Projeto para prevenir e conscientizar sobre situações de incêndio tem continuidade

Na segunda fase do projeto os colaboradores conheceram as saídas de emergência.

evacuação
Por: SaúdeRJ

No final do mês de outubro, a Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio da Assessoria de Grandes Eventos, deu continuidade ao projeto iniciado em setembro com orientações para evacuação do prédio em caso de incêndio. O prédio sede está sendo o piloto do pacote de medidas do órgão para que todas as unidades ligadas à SES, inclusive as hospitalares, estejam preparadas e tenham uma resposta adequada em situações adversas.

De acordo com o idealizador do projeto, o assessor de grandes eventos, Sérgio Simões, edificações muito antigas não estão preparadas adequadamente para as situações de emergência e, portanto, deve-se ter um cuidado a mais ao instruir os ocupantes desse tipo de edificação. “Os prédios elevados construídos em data anterior à legislação de segurança contra incêndio constituem uma vulnerabilidade para proteção das pessoas em todo o mundo. Para minimizar as fragilidades oriundas da arquitetura obsoleta destas edificações, torna-se imperativo que as suas populações fixas conheçam as alternativas de escape existente com vistas a uma desocupação ordenada e segura”, esclareceu Simões.

Nesta segunda etapa, os funcionários tiveram a oportunidade de conhecer as três saídas de emergência presentes no prédio. São portas que levam aos prédios vizinhos e são parte de um acordo bilateral de evacuação em caso de emergências. Caso aconteça alguma situação adversa no prédio sede da secretaria, os ocupantes descem pelas escadas dos prédios vizinhos e vice-versa.

Durante o treinamento, os funcionários conheceram onde fica cada uma das saídas e como é o procedimento para abri-las. Ao lado de cada porta, há uma caixinha vermelha com uma tampa em vidro, que deve ser quebrada com o martelo localizado ao lado da caixa para pegar a chave. Divididos em três grupos, os funcionários desceram pelas escadas de uma das saídas ao final do treinamento.

“Em nosso prédio, treinamos mais de mil colaboradores até agora, por meio de um amplo planejamento que considera a utilização das saídas alternativas existentes no 7º, 11º e 12º andares. A participação de cada uma dessas pessoas é o componente fundamental para a segurança da coletividade”, afirmou Sérgio Simões.

Na etapa seguinte, ainda sem data marcada, a evacuação do prédio será completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *