Notícias

Primeiro de julho e a importância da BCG

baby-was-receiving-his-scheduled-vaccine-injection-in-his-right-thigh-muscle-ie-intramuscular-injection-725×490
Por: Rafael Laet
redacaoobservatorio@gmail.com

A vacina BCG (Bacilo Calmette-Guérin), também conhecida como Bacilo de Koch é utilizada na prevenção da tuberculose. No dia primeiro de julho foi comemorada o Dia da Vacina BCG  em homenagem a data da criação e utilização deste importante método de imunização. Sua primeira utilização foi feita em 1921, em uma criança recém-nascida de mãe que apresentava tuberculose. No Brasil a vacina chegou em 1927, e é conhecida como BCG Moreau.

Inicialmente administrada de forma oral passou a ser adotada a aplicação intrademica, de preferência no braço direito, a partir de 1968 no brasil. Até os dias de hoje a vacina ainda é o único tipo de imunização contra a tuberculose e deve ser tomada em dose única. É administrada preferencialmente nas primeiras 12 horas após o nascimento, mas crianças de até quatro anos de idade ainda podem der vacinadas, desde 1976 o ministério da Saúde considera obrigatória sua administração.

A BCG também é comumente conhecida como a vacina que deixa uma pequena cicatriz no braço após duas semanas de reação, mas é importante afirmar aos pais que a BCG é segura, e que garante grande proteção. Recentemente houveram   casos onde pais afirmavam que crianças que ficavam sem tal cicatriz precisavam de reaplicação da dose, mas de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) esta afirmação é um mito. A vacina é garante cerca de 78% de proteção e também é eficaz em crianças que não apresentaram cicatriz após a injeção.

O médico de especialização de emergência, Angelo Raimundo falou ao Observatório da Saúde sobre a importância da vacina, e afirmou que a conscientização proveniente deste dia primeiro de julho é uma poderosa aliada contra a disseminação destas desinformações, e contra o fortalecimento da bactéria.

“Acredito que conhecimento prévio é muito importante para prevenção em Saúde e a BCG é importante porque previne a disseminação. Muitos dos que já possuem a doença não sabem, mas para se livrar completamente da tuberculose é necessário um tratamento que dura 6 meses, e se a pessoa larga tudo no meio do caminho a bactéria Mycobacterium tuberculosis volta resistente aos antibióticos convencionais”.

Vale destacar que diversos estudos foram realizados para avaliar o efeito protetor da BCG contra a tuberculose pulmonar. Esses estudos apontam enorme variação na proteção conferida uma vez que as cepas utilizadas para a fabricação das vacinas variam de acordo com a localidade. Leva-se também em consideração o paciente em si, mas a BCG ainda é a melhor forma de prevenir o contágio da tuberculose. 

2 comentários em "Primeiro de julho e a importância da BCG"

  1. Acyr Cunha disse:

    É sabido que doenças infectocontagiosas, bacteriana e/ou virais, que dispõem de vacinas, o ideai é que toda a população seja vacinada.
    No caso da prevenção da tuberculose, é disponível a vacina BCG, que deve ser aplicada no 1º dia de vida. Entende-se que todo parto em unidade de saúde, publica ou particular, é responsável pela vacinação, a não aplicação seria uma falha técnica.
    O dia da vacina BCG, nunca é demais para comemorar ou relembrar a necessidade e importância da vacinação, sobretudo após uma campanha anticientífica e irresponsável ante vacina.
    A tuberculose pulmonar ainda tem índices vergonhosos de morbimortalidade no pais. É de tratamento prolongado, custoso e coberto total e exclusivamente pelo SUS.

  2. Marcio Meirelles disse:

    Ainda sobre o BCG, vale lembrar que a vacinação pode ser feita em crianças de qualquer idade, desde que se realize antes o teste tuberculínico (PPD ou teste de Mantoux) e não se observe reação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *