Notícias

Para cuidar do coração não existe idade

Por: Equipe da Redação

Prevenir doenças cardíacas e todas as doenças cardiovasculares significa fazer escolha inteligentes agora, as quais, compensarão para o resto da vida.

A falta de exercício de exercício, uma dieta mal feita e outros hábitos não saudáveis ​​podem ter seu preço ao longo dos anos. A prevenção de doenças cardíacas pode ser feita a qualquer idade. Aos 20 anos, entender sobre o seu coração é importante. Principalmente porque as coisas que você faz, ou não, são um sinal revelador de quanto tempo e quão bem você vai viver.

Nesta fase é importante ir ao médico e fazer exames regulares de saúde. Pessoas saudáveis ​​também precisam de médicos. Estabelecer um relacionamento com um médico significa que você pode iniciar exames de saúde cardíaca agora. Converse com o profissional de saúde sobre sua dieta, estilo de vida e verifique sua pressão arterial, colesterol, frequência cardíaca, açúcar no sangue e índice de massa corporal. Saber onde seus números estão no início, torna mais fácil identificar uma possível mudança no futuro.

Por isso, seja fisicamente ativo. É muito mais fácil ser ativo e permanecer ativo se você começar quando ainda é jovem. Por isso mantenha uma rotina de exercício prazerosa e dinâmica. Procure não fumar e evite também, o fumo passivo. Se você começou a fumar quando adolescente, é hora de parar. Mesmo a exposição ao fumo passivo representa um sério risco à saúde. Os fumantes passivos são até 30% mais propensos a desenvolver doenças cardíacas ou câncer de pulmão

Especialistas do Observatório da Saúde lembrar que é comum quando o cidadão chega aos 30 anos, as preocupações com a família e a carreira deixa muitos adultos com pouco tempo para pensar em seus corações. Por isso aconselham algumas maneiras de se achar equilíbrio:

– Crie e mantenha hábitos saudáveis ​​para o coração dos seus filhos e você também colherá os benefícios. Passe menos tempo no sofá e mais tempo em movimento. Explore um parque nas proximidades a pé ou de bicicleta. Pratique um esporte ou passeie com o cachorro.

– Conheça o seu histórico familiar.  Ter um parente com doença cardíaca aumenta seu risco, e mais ainda se o parente for pai ou irmão.

Isso significa que você precisa se concentrar nos fatores de risco que você pode controlar, mantendo um peso saudável, fazendo exercícios regularmente, não fumando e comendo corretamente. Além disso, mantenha seu médico informado sobre quaisquer problemas cardíacos que tenham acontecido em sua família.

– Controle o estresse. O estresse a longo prazo provoca um aumento na frequência cardíaca e pressão arterial que pode danificar as paredes das artérias

Aprender técnicas de gerenciamento de estresse não apenas beneficia seu corpo, mas também sua qualidade de vida. Experimente exercícios de respiração profunda e encontre tempo todos os dias para fazer algo que goste.

Retribuir através do trabalho voluntário também faz maravilhas para eliminar o estresse.

Aos 40:

Se a saúde do seu coração nunca foi uma prioridade, não se preocupe. As escolhas saudáveis ​​que você faz agora podem fortalecer seu coração a longo prazo. Entenda por que você precisa fazer uma mudança de estilo de vida e ter confiança para fazê-lo.

– Controle o seu peso. Você pode evitar o ganho de peso seguindo uma dieta saudável para o coração e praticando muito exercício. O truque é encontrar uma rotina de exercícios que você goste.

– Verifique o nível de açúcar no sangue. Além de exames de pressão arterial e outras triagens de saúde do coração, você deve fazer um teste de glicemia em jejum quando tiver 45 anos.

Este primeiro teste serve como uma linha de base para testes futuros, que você deve fazer a cada três anos. O teste pode ser feito mais cedo ou de forma mais frequentemente se você estiver com sobrepeso, diabético ou em risco de se tornar diabético.

– Não ignore o ronco. Ouça as queixas do seu parceiro sobre o seu ronco.

Um em cada cinco adultos possui apneia do sono leve, uma condição que causa pausas na respiração durante o sono. Se não tratada adequadamente, a apneia do sono pode contribuir para a pressão alta, doenças cardíacas e derrame.

Aos 50 anos não são apenas o surgimento das rugas e cabelos grisalhos que merecem atenção. Vale lembrar, que é possível se ver como envelhece o coração, por isso nessa fase da vida os médicos recomendam cuidados extras com a saúde. Como uma dieta mais saudável e readaptação dos hábitos alimentares com consumo de muitas frutas e vegetais, grãos integrais ricos em fibras, peixes (de preferência peixes oleosos, pelo menos duas vezes por semana), nozes, legumes e sementes. Tente também evitar a proteína animal em algumas refeições.

O médico cardiologista Cláudio Henrique Braga, alerta para o fato de que para um cidadão de50 anos é muito importante aprender os sinais de alerta de um ataque cardíaco e derrame. Segundo o médico, nem todo mundo experimenta dormência súbita com um derrame ou dor no peito grave com um ataque cardíaco. E os sintomas de ataque cardíaco nas mulheres podem ser diferentes dos homens. “ Seguir um plano de tratamento prescrito, incluindo medicamentos e mudanças no estilo de vida e na dieta diminui o risco de doenças e traz mais qualidade de vida”, lembra.

Após os 60 anos, surge um risco aumentado de doença cardíaca. A pressão arterial, colesterol e outros números relacionados ao coração tendem a aumentar. Por isso é importante ficar atento aos números e administrar os problemas de saúde que costumam surgir com a idade mais avançada. Para os maiores de 60 anos, especialistas aconselham a realização do teste de índice tornozelo-braquial como parte de um exame físico. O teste avalia os pulsos nos pés para ajudar a diagnosticar a doença arterial periférica (DAOP), uma doença cardiovascular menos conhecida na qual a placa se acumula nas artérias da perna.

Controlar o peso é outro fator importante. O corpo humano precisa de menos calorias à medida que você envelhece e o excesso de peso faz com que o coração trabalhe mais aumentando o risco de doenças cardíacas, pressão alta, diabetes e colesterol alto. Exercitar-se regularmente e comer pequenas porções de alimentos ricos em nutrientes pode ajudá-lo a manter um peso saudável.

Saber quando você está tendo um ataque cardíaco ou derrame significa que é mais provável que você receba ajuda imediata. O tratamento rápido pode salvar sua vida e prevenir graves deficiências.  Não existe idade para ser fisicamente ativo e para cuidar da saúde.

O Observatório da Saúde adverte: A prevenção é sempre o melhor remédio.

Para mais informações procure o seu médico.

3 comentários em "Para cuidar do coração não existe idade"

  1. Isis Breves disse:

    Excelente matéria

  2. Acyr Cunha disse:

    Boa abordagem da prevenção de doenças que surgem com a idade. O valor dos cuidados simples do dia a dia e sua repercussão na profilaxia de problemas graves evitáveis são acentuados.

  3. Terezinha disse:

    PREVENÇÃO sempre , com introdução de hábitos simples em nossa vida , que fazem toda diferença .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *