Notícias

NOTA DE PESAR – Dr. Hesio Cordeiro

shutterstock_726825691

O Observatório da Saúde está de luto pela morte do ilustre membro do seu Conselho Consultivo, Dr. Hesio Cordeiro, um dos idealizadores do SUS – Sistema Único de Saúde. Que esse grande amigo e figura exponencial da Medicina brasileira, depois de tantos serviços prestados à saúde do nosso país, possa agora repousar em paz.

O médico sanitarista e professor Hesio de Albuquerque Cordeiro morreu no dia 08 de novembro, aos 78 anos, no Rio de Janeiro. Mineiro de Juiz de Fora, sofria de uma doença degenerativa e não deixa filhos. Ele coordenou, em 1986, a VIII Conferência Nacional de Saúde, que consagrou a reforma sanitária no país e que viria a constituir os princípios fundamentais do SUS.

Cordeiro graduou-se em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado da Guanabara, atual Uerj, em 1965. Cursou mestrado na instituição, em 1978. Completou o doutorado na Universidade de São Paulo, em 1981. Foi professor por 25 anos no Instituto de Medicina Social (IMS/Uerj) e dirigiu a unidade entre 1983 e 1984.

Entre 1971 e 1978, trabalhou como consultor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) para atividades de organização de serviços de saúde, tecnologia e recursos humanos. Atuou em países como Argentina, Peru, Equador, Venezuela, Costa Rica, Nicarágua, Honduras, México e República Dominicana. De 1983 a 1985, presidiu a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), onde se destacou em defesa do Movimento pela Reforma Sanitária Brasileira.

O médico foi ainda presidente do Instituto Nacional de Assistência Médica e Previdência Social, cargo que exerceu de 1985 a 1988. Foi responsável pela reestruturação do órgão e pela implantação dos Sistemas Unificados e Descentralizados de Saúde. Hélio foi reitor da Uerj entre de 1992 e 1995. No ano seguinte, após se aposentar pelo IMS, tornou-se coordenador de saúde da Fundação Cesgranrio e assessor técnico do Ministério da Saúde para o Programa de Saúde da Família.

Em 1999, foi secretário de Educação do Estado do Rio de Janeiro. De 2000 a 2006, dirigiu o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Estácio de Sá, onde atuou como coordenador de cursos de pós-graduação em saúde da família. Em 2007, foi nomeado diretor de gestão da Agência Nacional de Saúde Suplementar pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, para um mandato de três anos. Em 2015, o médico recebeu o título de Doutor Honoris Causa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

 

Fonte: https://oglobo.globo.com/sociedade/morre-aos-78-anos-medico-hesio-cordeiro-um-dos-idealizadores-do-sus-1-24736644

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *