Notícias

Ministério da Saúde oferece nova terapia que previne o HIV

truvada-hiv-aids-0716-1400×800-620×330

Por: Equipe da Equipe
redacaoobservatorio@gmail.com

Prevenção é um dos principais focos do Observatório da Saúde. Nesse contexto, achamos importante dar desdobramento a um assunto que repercute mundialmente durante todo o ano, mas que no mês de dezembro recebe uma atenção especial: o combate a Aids.  

Recentemente o Ministério da Saúde divulgou uma notícia que promete mudar o panorama da doença no Brasil, reduzindo drasticamente o número de casos. Trata-se da nova terapia disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que consiste na ingestão  diária de um comprimido que previne a contaminação pelo vírus. A medida é mais uma tentativa de frear a alta de infecções, que voltaram a crescer no país entre diferentes grupos, de jovens a idosos.

Segundo o Ministério, o remédio possui efeitos colaterais e  só deve ser disponibilizado em casos específicos de grupos de vulnerabilidade, como profissionais do sexo, transexuais, casais sorodiferentes – quando apenas um deles possui o vírus – e homens   bissexuais.

Denominada Terapia PrEP (profilaxia pré-exposição), o medicamento impede a multiplicação do vírus nas células de defesa do organismo caso haja a contaminação.

Especialistas alertam para o fato de que essa terapia não funciona na prevenção de outras doenças sexualmente transmissíveis, como: sífilis, gonorreia, HPV, hepatite B, além de também não prevenir a gravidez. Por isso, não substitui a camisinha.

A primeira oferta do medicamento ocorreu nas cidades de Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Manaus, Brasília, Florianópolis, Salvador e Ribeirão Preto. O governo explica que, gradativamente, o programa será expandido para todo o país.

A terapia está disponível em serviços do SUS que já trabalham com a prevenção do HIV, como Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) ou Serviços de Assistência Especializada em HIV (SAE).

O medicamento poderá ser acessado gratuitamente por pessoas de grupos considerados vulneráveis. Mas, fazer parte de um desses grupos não é garantia de obtenção.

Saiba mais: http://www.bbc.com/portuguese/brasil-42176243

Fonte: BBC Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *