Notícias

Lavar as mãos previne muito mais do que apenas o coronavírus

shutterstock-315214922-cropped-1583387814
Por: Rafael Laet

Em tempos de coronavírus, o tema lavar as mãos tem estado em foco em todos os aspectos nas mídias mundiais, mas a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que o ato pode fazer muito mais para a sua saúde.

Segundo pesquisas da própria instituição, apenas adquirir o hábito de lavar as mãos pode reduzir em 40% os riscos de se contrair doenças como gripe, diarreia, viroses, herpes, conjuntivite e dor de garganta. Por isso, lavar as mãos é reconhecido mundialmente como um dos principais instrumentos a favor da saúde e contra as epidemias.

Isso acontece pelo fato das mãos serem a parte do corpo mais utilizada para se ter contato e comunicação com outras pessoas. Em geral, são usadas em diversos aspectos da nossa vida: um aperto de mão; um toque no rosto; uma pegada em objetos. Todos esses locais são repletos de microrganismos que podem causar doenças, mas que são levados água a baixo com o lavar das mãos.

Apesar de trazer segurança, também é um ato que deve ser feito com cuidado para não perder sua eficácia. Frequentemente, deve-se lavar toda a superfície da mão, incluindo entre os dedos, a parte de cima, as unhas e os pulsos. A lavagem deve ser feita com água limpa, sabão e demorar aproximadamente 30 segundos.

Quando lavar as mãos:

  • Durante o preparo de alimentos
  • Antes de comer
  • Antes e após tratar qualquer machucado
  • Sempre depois de usar o banheiro

Em relação ao coronavírus, o ato se intensifica um pouco mais. O Ministério da Saúde afirma que agora é preciso lavar as mãos também ao chegar em casa e higienizar depois de pegar transportes públicos. De preferência, utilize detergente em casa e álcool gel nos transportes públicos. Sempre lembrando de evitar tocar o rosto, principalmente o nariz e os olhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *