Notícias

Infertilidade: SUS oferece tratamento gratuito

Untitled-design-10-1300×1190

Por: Equipe da Redação
redacaoobservatorio@gmail.com

A infertilidade é um problema que, segundo a Organização Mundial da Saúde, atinge 15% dos casais em todo mundo. Estatísticas apontam que esse número deverá tomar proporções ainda maiores. Isso se deve ao fato de que, em muitos casos, a dificuldade de fertilização está diretamente ligada a fatores como consumo de álcool e tabaco, sedentarismo, obesidade, poluição e as doenças sexualmente transmissíveis (DST).

No Brasil, o Ministério da Saúde, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), presta assistência gratuita à casais que não podem ter filhos. A reprodução assistida no SUS, seja por meio de inseminação artificial ou por fertilização in vitro, integra a rede pública de saúde desde dezembro de 2012 através da portaria 3.149.

Atualmente, esse recurso é parte das estratégias de planejamento familiar, asseguradas pela Constituição Federal e também pela Lei n° 9.263, de 1996. Nesse cenário, os tratamentos de infertilidade são considerados tão importantes quanto os métodos contraceptivos oferecidos pelo SUS para evitar a gravidez.

Para ter acesso a reprodução assistida na rede pública, o casal precisa estar tentando a engravidar pelo método natural durante dois anos. A porta de entrada para o tratamento são unidades de Atenção Básica, como Clínicas da Família ou postos de saúde. Nesses locais, são realizados os exames necessários para a inserção dos pacientes na fila de espera. Cerca de 13 unidades de saúde pública espalhadas pelo país realizam esse trabalho. 

A médica especialista em reprodução humana e professora da UFRJ, Maria do Carmo, explica que os dois principais métodos de reprodução assistida são a inseminação artificial e a fertilização in vitro (FIV). Ela ressalta, porém, que o acesso a FIV no sistema público de saúde é restrito. Já a cobertura de inseminação artificial é mais abrangente no SUS.

“A inseminação consiste em diminuir o caminho percorrido pelo espermatozoide até o óvulo, e é considerado um procedimento mais simples.  Já a fertilização in vitro é um método mais complexo e, consequentemente, mais caro. No Rio de Janeiro, por exemplo, esse tratamento ainda não está disponível no sistema público de saúde. O que temos hoje no município é inseminação intra-uterina, também chamada de inseminação artificial, que é realizada no Instituto de ginecologia da UFRJ”, ressalta a médica.

Maria do Carmo também esclarece que o tipo de tratamento varia de acordo com o quadro clínico de cada paciente.

A inseminação intra-uterina é uma técnica com maior objetividade. Esse procedimento é indicado em diversos casos, como situações nas quais o homem possui alterações leves no sêmen ou quando a mulher não ovula adequadamente. Já a fertilização in vitro é indicada nos casos em que a mulher apresenta alterações nas trompas ou quando o homem tem uma alteração importante no sêmen, como baixa concentração de espermatozoides ou baixa motilidade.

 

Unidades de saúde que oferecem tratamento de infertilidade pelo SUS

 

Belo Horizonte (MG) – Hosp. das Clinicas da UFMG

Brasília (DF) – Hosp. Materno Inf. de Brasília (HMIB)

Goiânia (GO) – Hospital de Clínicas

Natal (RN) – Mat. Escola Januário Cicco

Porto Alegre (RS) – Hosp. N. Senhora. da Conceição – Fêmina

Porto Alegre (RS) – Hosp. das Clínicas

Recife (PE) – Instit. De Med. Int. Prof. Fernando Figueira – IMIP

Rio de janeiro (RJ) – Instituto de Ginecologia da UFRJ

São Paulo (SP) – Hosp. das Clínicas São Paulo

São Paulo (SP) – Cent. de Ref. da Saúde da Mulher São Paulo – Pérola Byington

São Paulo (SP) – Hosp. das Clínicas FAEPA Ribeirão Preto

São Paulo (SP) – UNIFESP

São Paulo (SP) – Faculdade de Medicina do ABC

16 comentários em "Infertilidade: SUS oferece tratamento gratuito"

  1. Jucilene Alves quaresma Queiroz disse:

    Oi eu tenho 24anos fiz 1parto normal e 3sesRia laqueadura eu tenho direito de fazer uma fertilização in vitro?

  2. Lúcia disse:

    Oi .
    Tenho 28 anos, útero invertido!
    Muita dificuldade de engravidar,gostaria de saber se tenho direito

  3. Daiana disse:

    Tenho 35anos moro em duque de Caxias e infelizmente não encontro nenhum local que faça tratamentos gratuitos para engravidar.poderiam me dizer se há?obrigada

  4. Boa Campos disse:

    Bom dia tenho 36anos e tenho uma trompa instruída e a outra envertida ser a que consigo fazer a inseminação pelo sua pois não tenho condições pra fazer particular.

  5. Boa Campos disse:

    Bom dia tenho 36anos e tenho uma trompa obstruída e a outra envertida ser a que consigo fazer a inseminação pelo sua pois não tenho condições pra fazer particular.

  6. Cristiane disse:

    Quero muito engravidar já não sei mais o que eu faço

  7. Elaine disse:

    Boa tarde, como faço para obter informações para conseguir fazer cadastro no Rio de janeiro (RJ) – Instituto de Ginecologia da UFRJ

  8. Cleidimara Pacheco de Miranda disse:

    Tenho 42 anos morro de vontade de engravidar Eu e meu marido estamos tentando a 2 anos preciso de ajuda por favor me ajudem eu quero ser mãe.

  9. Eliane Maria disse:

    oi gostaria muito de faser o tratamento para engravidar mas eu nao sei onde consiguir o tratamento pelo sus

  10. Eliane Maria disse:

    ola tenho 34 anos gostaria de saber onde eu consigo tratamento para engravidar pelo sus

  11. Cristiane Andrade disse:

    Tenho 44anos sou laqueada a 16 gostaria de engravidar quero saber como eu faço ainda mestruo normalmente

  12. izis oliveira disse:

    tenho 39 anos e ha cinco anos venho tentando engravidar,meu marido fez espermograma constatou pouca quantidade,não sei mais o que fazer preciso de orientação pra fazer tratamentos gratuitos pelo sus. Somos assalariados nao podemos pagar uma inseminaçao por favor nos ajudem quem puder…seria nosso primeiro filho a tentar..agradeço desde já

  13. Olá me chamo Mirian tenho 30anos fiz a laqueadura tenho ums aparelhos de titânio aço nas tropas meu filho já tem 7anos estou em. Um casamento novo queria saber se tem como em grávida fazendo fiv sou de Jacarepaguá ,,

  14. rosane maria de souza disse:

    Olá Boa Tarde, tenho 33 anos estão tentando a 3 anos e não consigo engravidar.

  15. Luana disse:

    Olá,meu esposo tem vasectomia
    Ah possibilidade de fazer a 8inseminação

  16. Rosane Coelho disse:

    Bom dia, tenho 38 anos e não consigo engravidar por ter as trompas obstruídas. Gostaria de saber se tenho possibilidade de conseguir a inseminação pelo SUS?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *