Notícias

Governo adota medida para redução açúcar em alimentos industrializados

Açúcar – Refri
Por Maylaine Nierg

Considerado um dos principais vilões da saúde, o açúcar em excesso está relacionado a doenças como diabetes, obesidade e insuficiência hepática. No Brasil, estima-se que o consumo de açúcar está em cerca de 80g/dia (18 colheres de chá). O dobro da dose recomendada pela Organização Mundial da Saúde. Esse é um alerta para a saúde da população no país

Preocupado com esse fato, o Ministério da Saúde assinou um acordo para redução de 144 mil toneladas de açúcar em alimentos industrializados. A meta do Governo é atingir esse objetivo até 2022. Entre as categorias de produtos que deverão se adequar ao acordo estão: produtos lácteos, bebidas açucaradas, biscoitos, bolos e achocolatados.

Serão divulgadas tabelas específicas de redução para cada alimento, em especial aqueles cujo nível de açúcar ultrapassa a média indicada. O monitoramento dessa redução será feito pela Agência Nacional de Saúde. A verificação ocorrerá a cada dois anos, sendo a primeira em 2020.

De acordo com o Ministro da Saúde, Gilberto Occhi, o acordo segue o mesmo modelo empregado para redução de sódio, que levou a redução de 17 mil toneladas de sódio alimentos industrializados no país.

“Este acordo tem um prazo de validade, em uma busca permanente dos melhores indicadores, mas acredito que valerá sempre. Este é um grande segundo evento, o primeiro foi feito há alguns anos com a redução do sódio e temos tido muito sucesso com esta redução. Ela é gradual, como é com o açúcar e como será com teores de gordura. Avançaremos também com a questão da rotulagem dos alimentos processados para que o cidadão possa fazer sua escolha com um pouco mais de informação e consciência”.

Entre as empresa brasileiras que se comprometeram com a medida estão: Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não Alcoólicas (ABIR), a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães e Bolos Industrializados (ABIMAPI) e a Associação Brasileira de Laticínios (Viva Lácteos).

Mudança de hábito              

A responsabilidade de reduzir a quantidade de açúcar vai muito além da indústria alimentícia. O Ministério da Saúde alerta que dentre os 80g de açúcar consumido pelos brasileiros, 64% é proveniente da adição voluntária em alimentos e bebidas que não vêm adoçados. Por isso, é importante que a sociedade entenda o seu papel no equilíbrio alimentar, bem como na adoção de hábitos mais saudáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *