Notícias

Entenda sobre o Dezembro Laranja e a importância da prevenção do câncer da pele

laranja
Por: Yasmim Dias

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), 30% de todos os tumores malignos do Brasil correspondem ao câncer da pele. A estimativa do INCA é de que mais de 180 mil novos casos da doença foram diagnosticados no último ano. O estado do Rio de Janeiro responde por 13,9% desse total, com 24.890 novos casos. Desde 2014, a campanha Dezembro Laranja, idealizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro, tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da prevenção do câncer da pele.

Os sintomas que a doença apresenta são feridas que aumentam e não cicatrizam, “sinais” com irregularidades de simetria, bordas e cores distintas, diâmetro maior que 6mm, mas é preciso estar sempre atento, pois o principal fator de risco para câncer da pele é a exposição intensa ao sol, tanto crônica (pescadores e trabalhadores rurais) quanto recreacional, sem a devida fotoproteção. Além do sol, há o fator genético, principalmente para melanoma.

Segundo o  coordenador do Departamento de Cirurgia e Oncologia da SBD-RJ e coordenador regional da campanha de prevenção ao câncer da pele, o médico Curt Mafra Treu, o tratamento do câncer da pele se faz cirurgicamente pela remoção total do tumor. “Após a suspeita, a confirmação se faz principalmente por meio de uma biópsia que pode ser incisional (quando se tira um fragmento do tumor) ou excisional (quando se remove toda a lesão) ”, completa o dermatologista.

Quando diagnosticado precocemente, os cânceres da pele podem ter índice de cura acima de 90%. Porém, casos avançados de melanoma, por exemplo, podem ter índice de cura abaixo de 20%.

Prevenção e cuidados especiais

Com o verão se aproximando, a população precisa se prevenir para evitar o câncer da pele. Os principais cuidados a serem tomados são evitar exposição ao sol entre 10h e 16h, proteção física, com uso de chapéu de aba larga, roupas que cubram boa parte do corpo, de preferência adequadas, com alto fator de proteção solar, uso adequado do filtro solar, que deve ser usado diariamente, inclusive em dias nublados (o fator mínimo a ser usado é 30, porém pessoas de pele extremamente clara, com histórico de câncer de pele ou em tratamento estético devem usar no mínimo o fator 50). Visitar regularmente o dermatologista para diagnóstico e tratamento precoce de lesões é a maior recomendação!

No dia 1° de dezembro, a Sociedade Brasileira de Dermatologia realizará um mutirão com cerca de quatro mil médicos dermatologistas e voluntários que somarão forças para prestar atendimento e esclarecimento á população quanto à importância de adotar medidas preventivas.

 As consultas serão realizadas gratuitamente em 132 postos de atendimento em diversos estados. Curt diz que a iniciativa é muito mais do que ajudar no diagnóstico. “A maior importância da campanha é a conscientização da população tanto para o diagnóstico precoce do câncer da pele quanto para sua prevenção. Principalmente através da orientação em relação à forma correta de proteção e exposição ao sol”, afirma.

Para contribuir com a redução da incidência da doença no Rio, a Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro (SBD-RJ) desenvolveu um aplicativo para celular. O aplicativo, que está disponível para Android e IOS, informa diariamente sobre o índice de radiação ultravioleta e recomenda o tipo de proteção adequada para cada tipo de pele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *