Notícias

Dia Nacional da Saúde

Por: Equipe da Redação 
redacaoobservatorio@gmail.com

Durante muitos anos, a saúde foi erroneamente relacionada a ausência de doença. Até o momento que o sanitarista Oswaldo Cruz revolucionou esse conceito através de suas teses e pesquisas. Em homenagem ao nascimento desse ícone da história da saúde no Brasil, dia 05 de agosto, foi instituído como o Dia Nacional da Saúde. A data reforça a importância das contribuições do médico sanitarista, cujo trabalho o consagrou como um dos principais responsáveis pela erradicação de perigosas epidemias que assolavam o Brasil, entre o final do século XIX e começo do século XX.

Quase 90 anos depois de sua morte, pesquisas apontam Oswaldo Cruz como o pioneiro no estudo de doenças tropicais e da medicina experimental no país, o que o consagrou como símbolo do médico e do cientista brasileiro. Ele ganhou a fama ao vencer a  varíola e a febre amarela.

Esse foi o começo da luta, da valorização e da busca pela saúde coletiva. Pois ele foi o primeiro médico a dedicar-se a saúde coletiva, no período em que praticamente todos, inclusive profissionais da área da saúde, só valorizavam o bem-estar pessoal, ou seja, a saúde de cada indivíduo.

O médico Márcio Meirelles, diretor executivo do Observatório da Saúde, lembra que outro ponto interessante da trajetória de Oswaldo Cruz foi a valorização da prevenção das doenças em relação a cura.

“Oswaldo Cruz conduziu uma verdadeira batalha para implantar a obrigatoriedade da vacina, que naquela época era uma resistência absoluta por parte da população, uma novidade que ninguém aceitava. Contudo, com firmeza e determinação, ele conseguiu demonstrar que a vacina era efetiva e a única forma de prevenir doenças que assolavam o Brasil na época, tornando-a obrigatória” conta Márcio Meirelles.

Infelizmente, quase 100 anos depois, ainda existem muitas pessoas resistentes à imunização. Isso porque na época, onde as pessoas pereciam por falta de informação, era comum a formação de diversos movimentos populares anti-vacina, que culminaram na construção de uma sociedade contraria a vacinação.

O reaparecimento de doenças já erradicadas no país preocupa especialistas da área da saúde.  A equipe do Observatório da Saúde lembra que para  se  evitar novos  surtos, é necessário que toda a população venha se vacinar, pois só assim, será possível a eliminação de doenças transmissíveis.

Nova percepção da saúde

Uma antiga definição de saúde fazia referência apenas à ausência de doenças. Mas, atualmente, compreende-se a saúde como um conjunto de ações, hábitos e condições que proporcionam a qualidade de vida do ser humano. Depois de muitas discussões e conceitos sobre o termo, a constituição da Organização Ministério da Saúde (OMS) definiu que saúde é o conjunto do bem-estar físico, mental e social do indivíduo.

Nesse contexto, só será possível obter uma sociedade saudável, quando cada indivíduo conseguir fazer o equilíbrio desses 3 aspectos.

Está na hora da saúde ser pensada não apenas do ponto de vista da doença, mas dos aspectos econômicos, políticos e histórico-sociais, da qualidade de vida e das necessidades básicas do ser humano, seus valores, crenças, e das suas relações dinâmicas com o meio em que convive.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *