Notícias

Dia 05 de agosto é Dia Nacional da Saúde

A data foi escolhida em homenagem ao médico sanitarista Oswaldo Cruz, liderança no combate e erradicação das epidemias da peste, febre amarela e varíola no Brasil

Dia 05 de agosto é Dia Nacional da Saúde
Repórter: Isis Breves

Foto 1: Oswaldo Cruz / Divulgação/ Departamento de Arquivo e Documentação da Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Dia 05 de agosto de 1872 nasce o médico sanitarista Oswaldo Cruz quem deixou um grande legado para a Saúde Pública do Brasil. Pioneiro no estudo de moléstias tropicais e da medicina experimental brasileira, Oswaldo Cruz fundou em 1900 o Instituto Soroterápico Nacional em Manguinhos, no Rio de Janeiro, hoje a renomada e centenária  instituição de saúde pública  Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz.  

O Dia Nacional da Saúde foi instituído para homenagear Oswaldo Cruz com a finalidade de conscientizar a sociedade brasileira sobre a importância da educação sanitária.  Isso porque a trajetória do sanitarista se confunde com a história da saúde pública brasileira. Oswaldo Cruz ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro precocemente, aos 15 anos e formou-se em dezembro de 1892, defendendo a tese “Veiculação Microbiana pelas Águas”. Em 1896, foi para Paris especializar-se em bacteriologia no Instituto Pasteur. Foi nomeado Diretor Geral de Saúde Pública em 1903, cargo que corresponde atualmente ao de Ministro da Saúde. Utilizando o Instituto Soroterápico Federal, atual Fiocruz, como base de apoio técnico-científico, deflagrou memoráveis campanhas de saneamento. Em poucos meses, a incidência de peste bubônica foi reduzida com o extermínio dos ratos, cujas pulgas transmitiam a doença. Em 1904, com o recrudescimento dos surtos de varíola, o sanitarista tentou promover a vacinação em massa da população. Os jornais lançaram uma campanha contra a medida. O congresso protestou e foi organizada a Liga contra a vacinação obrigatória. No dia 13 de novembro estourou a rebelião popular (a Revolta da Vacina) e, no dia 14, a Escola Militar da Praia Vermelha se levantou. O Governo derrotou a rebelião, mas suspendeu a obrigatoriedade da vacina. Em 1909, Oswaldo Cruz deixou a Diretoria Geral de Saúde Pública, passando a se dedicar apenas ao Instituto (Fiocruz), onde lançou importantes expedições científicas que possibilitaram a ocupação do interior do país. Erradicou a febre amarela no Pará e realizou a campanha de saneamento da Amazônia. Como consequência, as obras da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, cuja construção havia sido interrompida pelo grande número de mortes de operários pela malária, puderam ser finalizadas. Em 1913 foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras. Em 1915, por motivos de saúde, abandonou a direção do Instituto Soroterápico e mudou-se para Petrópolis. Como prefeito da cidade, traçou vasto plano de urbanização, que não pode ver executado. Oswaldo Cruz morreu de insuficiência renal em 11 de fevereiro de 1917, em Petrópolis, com apenas 44 anos. (Fonte: ENSP da Fiocruz)

Contextualizando a história de Oswaldo Cruz com a saúde pública, hoje a data do Dia Nacional da Saúde remete reflexões, principalmente a respeito dos determinantes econômicos e sociais da saúde. A partir desse conceito, analisa-se não só aspectos biológicos individuais, mas também as condições de vida da pessoa e de sua comunidade como fatores de saúde ou enfermidade.

Importante relembrar que a saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantidos pela Constituição Federal de 1988, através do Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, direito à saúde não se restringe apenas a poder ser atendido no hospital ou em unidades básicas. Embora o acesso a serviços tenha relevância, como direito fundamental, o direito à saúde implica também na garantia ampla de qualidade de vida, em associação a outros direitos básicos, como educação, saneamento básico, atividades culturais e segurança.

“A criação do SUS está diretamente relacionada a tomada de responsabilidade por parte do Estado. A ideia do SUS é maior do que simplesmente disponibilizar postos de saúde e hospitais para que as pessoas possa acessar quando precisem, a proposta é que seja possível atuar antes disso, através dos agentes de saúde que visitam frequentemente as famílias para se antecipar os problemas e conhecer a realidade de cada família, encaminhando as pessoas para os equipamentos públicos de saúde quando necessário” (Guia de Direitos).

Foto 2: Oswaldo Cruz dá aula ao filho, Bento (a seu lado), e a Burle de Figueiredo Foto: Divulgação / Divulgação/ Departamento de Arquivo e Documentação da Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Saiba mais:

Vídeo SUS- conquista constitucional – https://www.youtube.com/watch?v=tqWLEkt4G-k

Portal Determinantes Sociais da Saúde-  http://dssbr.org/site/

Linha do tempo Fiocruz – http://www.fiocruz.br/linhadotempo/linha_do_tempo.html

Um comentário em "Dia 05 de agosto é Dia Nacional da Saúde"

  1. Meire Cristine Ferreira de Souza disse:

    Ótima matéria! De fato o SUS foi uma grande conquista! Torcemos pela sua plena efetividade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *