Notícias

14 de Junho: Dia Mundial do doador de sangue

doador

Um simples gesto pode salvar a vida de muitas pessoas. A doação de sangue é um ato voluntário e fundamental para o tratamento de várias doenças, que não causa nenhum prejuízo ao doador. Por isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) intitulou o dia 14 de junho como o Dia Mundial do Doador de Sangue, uma forma de celebrar esta ação, conscientizar as pessoas a importância dela e estimular o ato.  

Mesmo tendo um dia reservado para isso, a doação de sangue ainda é um ato pouco praticado no mundo, principalmente no Brasil. A OMS recomenda que 3% a 5% da população de um país sejam doadores frequentes de sangue, porém, em nosso país, apenas 1,8% da população é doadora assídua, taxa bem inferior ao aconselhado. Dessa forma, várias cidades do Brasil possuem um déficit no estoque de sangue, que para melhorar a situação criam ações como a campanha “Doe Sangue pelo Esporte”, em Curitiba. Durante o mês de junho, com o objetivo de aumentar o número de doações, atrelam o ato voluntário ao sorteio de camisas autografadas dos três principais times da capital: Atlético, Curitiba e Paraná.

Para a Chefe do Setor de Promoção a Doação de Sangue do Hemorio, Neusimar Carvalho, fatores como rotina agitada, violência e mobilidade urbana, resultam na falta de interesse do doador em ir aos postos de coleta, prejudicando a manutenção constante do estoque de sangue: “As pessoas são solidárias, só precisam se lembrar disso”, relata Neusimar.

Além disso, para ela, uma das formas para que as pessoas tenham maior conscientização da importância da doação é o seu maior envolvimento nas políticas públicas, na divulgação de informações, no trabalho nas escolas, fazendo dessa forma que as empresas abracem a causa. A Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) garante um dia de folga a cada doze meses de trabalho em caso de doação voluntária de sangue. Desde que haja o comprovante, as horas e o salário não são descontados para o trabalhador.

QUEM PODE DOAR

– Pessoas com idade entre 16 e 69 anos, sendo os menores de idades acompanhados e autorizados pelos responsáveis legais;

– Pesar mais que 50 kg;

– Estar em boas condições de saúde e descansado;

– Não precisa ficar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos pelo menos 4h antes da doação;

– Levar documento com foto emitido por um órgão oficial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *